O PODER DA UC

Apesar da sua formação jurídica (e ser ainda professor de informática) , a IGAL detectou diversos actos nulos, que foram cometidos pelo Presidente da Câmara Municipal de Coimbra. Atentas as suas competências, é imputável ao Presidente da Câmara Municipal de Coimbra a responsabilidade pela prática de vários ilícitos de natureza financeira e, por consequência, pela despesa inerente, que autorizou indevidamente.
 
Está sujeito ao pagamento de várias multas, a suportar pelo próprio , a fixar, cada uma, entre 15 UC e 150 UC (1 UC = € 96,00). Mas, não está só, pois a IGAL juntou-o a outros companheiros da coligação “POR COIMBRA”. Os erros são tão evidentes, até para um jurista recém-licenciado, quanto mais para o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra, com passagem pelo Governo, pela Assembleia da República, Governo Civil de Coimbra, etc. Por tudo isto e o que mais adiante se lerá, pode fazer com que o PSD fique mal no cartaz que vai ser montado por todo o concelho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: